quinta-feira, 7 de maio de 2009

Ao blogueiro que se esconde

Quando escrevi que não há o que debater, me referi a possível construção de uma usina nuclear no Sul da Bahia.

Aliás, o blogueiro anônimo, que tem o costume das frases prontas, deveria ter ido à coletiva de hoje. Dois secretários estaduais e um membro da casa civil defenderam a implantação do Porto-Sul, utilizando argumentos bem diferentes dos seus.

Não entendi o motivo da sua ausência. Foi por falta de crachá?

A blogosfera não precisa de credencial ou registro profissional, para se impor como a nova imprensa. Seus leitores já lhe atribuíram essa condição.

Os jornalistas perderam o monopólio da informação, não são mais, os únicos capazes de gerar conteúdo.

Você perdeu a chance de sair da mesmice, do senso comum. É por isso que muitas pessoas favoráveis ao projeto do novo porto, fazem questão de ressaltar, que não concordam com suas asneiras.

Para finalizar, uma frase pronta (citação) que vale a pena:

"O anonimato serve apenas para camuflar a obscuridade, a insignificância e a incompetência do crítico."

Arthur Schopenhauer.

7 comentários:

Sidney Crivelari disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
frederico disse...

Esse tipo de pessoa... como é de se esperar fica pelos cantos...como ratos ou as escuras como uma rapousa ou rondando como um urubu....foi a certeza que tive quando de longe apontaram um cidadão com aspectos de que tem poucas pespectivas de vida....que talvez sua unica ocupação é se esconder...tirar fotos de longe nao pensando que existe a possibilidade de tambem está sendo fotografado....

Anônimo disse...

Gusmão

Debater, discutir, ser ou não favorávela qualquer coisa, é direito do cidadão e isso foi conquistado. Mesmo sendo contrária ao Projeto, eu fui convidada e preferi fazer o protesto e hoje, estarei lá enquanto integrante do Comitê Tripartite. Parabéns, pois temos construído muito para o futuro de Ilhéus, onde certamente não haverão pessoas que ainda pensam existir no nosso País a repressão e certamente estaria empregado e muito mal, o tal blogueiro a quem você se refere, pois apesar de tentar se esconder no anonimato, todos o conhecem. E muito bem lembrado pelo comentarista acima, a briografia de Chateau, ali nós podemos entender como muitos meios de comunicação ainda insistem no nosso Brasil livre, continuar usando as práticas tão bem utilizadas por Chateau,o Rei do Brasil.
Parabéns, continue assim, construindo o diálogo.
Socorro Mendonça

Emílio Gusmão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Emílio Gusmão disse...

Discordo de vc Frederico, ele não parece ter poucas perspectivas de vida.
Durante muito tempo, elogiei o estilo dele "o incendiário indispensável", só que nesse tema ele perdeu o rumo, quando começou a ofender pessoas que são contra o projeto.
É uma pena.

Anônimo disse...

Concordo quando você diz: “Os jornalistas perderam o monopólio da informação, não são mais, os únicos capazes de gerar conteúdo.“
Porque muitas vezes este monopólio da informação é direcionado por interesses políticos e financeiros, escondendo, fabricando ou modificando a verdade. Os "donos da informação" controlam o que se pode ou não ser noticiado, sempre preservando as polpudas contas de seus anunciantes.
Lendo a biografia de Assis Chateaubriand no livro “Chatô o Rei do Brasil”, percebe-se muito bem como a imprensa funciona no alto escalão. Como pode ser usada com arma, extorsão e até moeda em negociações.
A internet propicia ao cidadão expressar suas livres opiniões, mas também deveria, ter uma forma de responsabilizar (como na vida não virtual) que pratica a calúnia e difamação.
O importante é que se prepare o leitor para questionar, investigar e analisar as informações que recebe. Tanto da mídia como na internet.
Abraços e sucesso.
Sidney Crivelari

Anônimo disse...

Gusmão seu sacana, como pode o sarrafo ser anônimo, quando todo mundo, inclusive vc, sabe quem ele é?
Ele pelo menos atualiza todo dia, enquanto vc, fica sempre indo e voltando.
Pegue leve!!!